Monthly Archives: março 2019

470 anos da Cidade Do Salvador

By | História | No Comments

O Brasil só começou, verdadeiramente, a despertar a atenção do reino português, após a subida ao trono de D. João III, em 1521. Este rei interessou-se pela exploração do território, apesar de a coroa à época, não dispor de recursos suficientes para promover e financiar a colonização de uma linha de costa tão extensa, quanto a do Brasil.


A melhor solução encontrada pelo monarca, foi a de aplicar ali, o modelo já utilizado nas Ilhas da Madeira, Açores, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, entregando a colonização a privados [capitão-donatário], que deveriam tratar da sua exploração e colonização.


Ao contrário do obtido nas ilhas atlânticas, os resultados nas Capitanias Hereditárias existentes na costa brasileira, foram muito insípidos, tanto do ponto de vista econômico, como do ponto de vista estratégico. Salienta-se que, à época, ocorreu um aumento da pirataria e do corso francês.

A defesa estratégica da navegação ao longo da corrente oceânica que levava as naus para o “Caminho Marítimo para a Índia” também estava em perigo, com o crescente risco do surgimento de colônias francesas na costa brasileira.


Assim, em 1548, El Rei D. João III, passou a considerar o Brasil como um território muito importante para a defesa dos interesses do Reino, ao criar um governo centralizado, dotado de amplos poderes e com a missão de coordenar o esforço de colonização, garantir a defesa da costa, promover o comércio e facilitar o trabalho de evangelização das populações locais.

Nota de Solidariedade para com o povo moçambicano

By | Comunidade | No Comments

Com relatos de estar a ocorrer uma verdadeira “catástrofe humanitária” em Moçambique, causada pelo Ciclone Tropical “Idai”, a Direção do Gabinete Português de Leitura da Bahia, expressa a sua profunda consternação pelas circunstâncias, traduzida em inúmeras perdas humanas e materiais e, salienta, que “é em circunstâncias como esta que deve emergir em nós, a característica humana da solidariedade”.

Neste momento de grande consternação, o Gabinete Português de Leitura da Bahia, manifesta a solidariedade para com o povo irmão moçambicano e apresenta as suas sentidas condolências a todas as famílias enlutadas, desejando a rápida recuperação de toda aquela região de África.

As cheias provocadas pelas chuvas torrenciais e o ciclone “Idai” afetaram de forma muito negativa, sobretudo Moçambique, mas também o Zimbabué, e o Malawi.

Direção do Gabinete Português de Leitura, Salvador, Bahia, Brasil

Eleição dos novos Corpos Sociais do GPL

By | Destaques, Equipe | No Comments

No passado dia 14 de março de 2019, reuniram-se em Assembleia – no Auditório Agostinha da Silva do Gabinete Português de Leitura, em Salvador (Bahia) – os associados desta entidade.

Ali, em conformidade com a legislação em vigor e os estatutos internos, tendo sido respeitados os trâmites processuais da convocatória – e de demonstrado as respectivas evidências – procedeu-se ao balanço das atividades e apreciação de contas do biênio findo, bem como, à eleição dos novos corpos sociais [Assembleia Geral, Conselho Fiscal e Direção] que terão a função de fiscalizar e administrar a entidade neste novo biênio que se inicia.

De referir que a prestação de contas foi aprovada por unanimidade e aclamação.

Além das intervenções esperadas dos Presidente da Assembleia Geral, Presidente e Vice Presidente da Direção, observou-se uma participação muito ativa por parte dos restantes sócios. De forma ordeira, mas interventiva, os sócios comentaram, tanto a importância de tentar conseguir-se uma colaboração mais presente por parte de outros, como, trazer mais sócios – sobretudo jovens – para o seio da entidade, com objetivos de passagem de testemunho.

Após o término da sessão, os associados aproveitaram para confraternizar e evocar a comemoração dos 101 anos do Edifício e dos 156 anos de fundação do Gabinete Português de Leitura nesta cidade.

Acesso à Reportagem Fotográfica Completa:

https://photos.app.goo.gl/LeLWcyid62mHp4YKA

Adriana Calcanhoto ministra curso na Universidade de Coimbra

By | Notícias | No Comments

A cantora e compositora Adriana Calcanhotto ministra, a partir de amanhã (19.3), na Universidade de Coimbra, em Portugal, o curso “Como escrever canções”. As aulas seguem até 18 de maio com os tópicos “A especificidade da ‘escrita de canções’ como uma atividade complexa”, “Evolução do formato canção das origens ao tempo presente”, “Estrutura e partes da canção”, “Sentido e estrutura da canção” e “Análise de canções”. Adriana é Embaixadora da Universidade de Coimbra desde 2015 e foi professora convidada da Faculdade de Letras em 2017 e 2018, quando promoveu aulas abertas e ateliês sobre escrita e produção artística.

ULisboa promove congresso sobre Palácio de Mafra

By | Eventos | No Comments

A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa promove, nos dias 17 e 18 de abril, o congresso “AquaMafra – A água no Palácio de Mafra: olhares sobre 300 anos de história”, no Palácio Nacional de Mafra e na Escola de Armas.

No encontro serão apresentados os resultados obtidos durante o desenvolvimento do projeto, iniciado em janeiro de 2018 e com conclusão prevista para julho de 2019.

O congresso também vai receber estudos sobre o Real Edifício de Mafra, em especial sobre os aspetos relacionados com a água na sua construção, nas áreas disciplinares da História da Arte, História da Arquitetura, História e Teoria do Restauro e da Conservação, Iconografia e Iconologia.

Mais informações em www.artis.letras.ulisboa.pt