Biblioteca → Destaques


Jornalistas do “Público” e da “Visão” no Gabinete

postado em 5 de fevereiro de 2020 - Comunidade

Mariana Correia Pinto e Miguel Carvalho, ambos jornalistas portugueses de dois dos maiores veículos da comunicação escrita portuguesa, escolheram a cidade de Salvador para usufruírem das suas merecidas férias. Apesar…

PORTUGUESES DE PAPEL

postado em 30 de outubro de 2019 - Agenda

Personagens Portuguesas da Ficção Brasileira No passado dia 9 de outubro, a sala Agostinha da Silva do Gabinete Português de Leitura da Bahia, pareceu muito pequena em face dos seus…

As Mulheres e a Imprensa Periódica

postado em 30 de outubro de 2019 - Agenda

Foi com muita honra que o Gabinete sediou a 7 e 8 de outubro 2019, a VII edição do Encontro Luso-Afro-Brasileiro: As mulheres e a imprensa periódica.

Boas-vindas aos novos sócios do Gabinete

postado em 17 de outubro de 2019 - Agenda

Passava pouco das 9 horas da manhã de um sábado (21 de setembro), quando o Presidente em exercício do Gabinete Português de Leitura da Bahia (Abel Travassos), deu início ao…

 

A Biblioteca é criada junto com o Gabinete Português de Leitura (GPL), em 2 de março de 1863, e constitui seu foco principal, como aponta o Estatuto Social no capitulo 1,

 

 

Constituem objetivos fundamentais da Associação: I – Ampliar e manter uma biblioteca especializada em assuntos portugueses e brasileiros, abrangendo as diversas áreas do conhecimento; II – Dar a conhecer aos associados e ao público em geral, por meio de fichários e folhetos de divulgação, o recheio do seu acervo bibliográfico, convertendo a Biblioteca e o Arquivo em instrumentos ativos de cultura da sociedade brasileira, especialmente, da baiana […].

(Cap. 1, artº 2, GABINETE PORTUGUÊS DE LEITURA, 2009)

 

Sendo este o foco do GPL, aos poucos a biblioteca foi sendo formada pelos sócios da instituição através das doações, observamos também que nesse foco o local passa a servir como mote de divulgação da cultura portuguesa e dos países de língua portuguesa.

Por volta dos anos 2000 a Biblioteca passa se chamar Infante Dom Henrique, nome este dado pelo então diretor da biblioteca Adinoel Motta Maia. O Infante Dom Henrique é uma figura de destaque na história da expansão ultramarina portuguesa, sendo ele o idealizador da Escola de Sagres, além de realizar inúmeras viagens a fim de explorar novos horizontes, aumentando desta maneira o domínio português.

A Biblioteca Infante D. Henrique, do Gabinete Português de Leitura, tem como objetivo reunir, organizar, preservar e divulgar um acervo bibliográfico que contribua para a compreensão e divulgação da história e da cultura portuguesa na Bahia, reúne aproximadamente 25.000 volumes (livros, folhetos, periódicos). O conteúdo informacional abrange diversas áreas do conhecimento, sendo a maior parte sobre História, Geografia e Literatura de Portugal e países de língua portuguesa, com destaque para o Brasil.

Ao longo dos anos, o Gabinete Português de Leitura reuniu um acervo representativo para compreender a presença portuguesa no país e, principalmente, questões culturais que unem Portugal e Brasil. Em 1986 foi incorporado à coleção do GPL o acervo do Centro de Estudos Portugueses do Prof. Helio Simões.

O ano de 2013 marca o início de uma nova gestão e a realização de pesquisas de iniciação científica sob a orientação da Dra. Kátia de Carvalho, professora do Programa de Pós Graduação do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia (PPGCI\UFBA).

Nesse período foram realizadas melhorias na rede de informática e um novo software foi instalado para a gestão do acervo, o Biblivre, atualmente na já na versão 5. O software Biblivre é um catálogo on-line que oferece várias possibilidades de busca no acervo, além das já conhecidas de autor, assunto e título. Outras funcionalidades desse sistema é possiblidade de disponibilizar o acervo na internet e ser totalmente gratuito.