Categoria: Projetos

PORTUGUESES DE PAPEL

By | Agenda, Destaques, Eventos, Projetos | No Comments

Personagens Portuguesas da Ficção Brasileira

No passado dia 9 de outubro, a sala Agostinha da Silva do Gabinete Português de Leitura da Bahia, pareceu muito pequena em face dos seus ilustres convidados

Estava a acontecer a 7ª Jornada Regional sobre Personagens Portuguesas da Ficção Brasileira “Portugueses de Papel”.

Logo no início da página do projeto, podemos ler:

Não faltando razão a Ortega y Gasset(1) ao afirmar que o colonizador europeu se tornou um homem novo quando se fixou no Novo Mundo, posto que a adaptação a um ambiente diferente e a um novo tipo de sociedade e de economia, assim como o contacto com outros grupos humanos e outras culturas experiências, fatalmente o modificaram, são, sem dúvida, profundas as diferenças que, bem cedo, o separaram das populações locais. No caso português, chamam a atenção os aspectos que já no período colonial distinguiram, e até mesmo opuseram, reinóis e mazombos.”

A figura do português emigrado para o Brasil, desde a colonização até à atualidade, tem sido amplamente estudada pela História e pela Sociologia. Tais estudos indicam, com frequência, uma polarização entre a figura do colonizador rico e explorador, que, por vezes, regressa à terra natal, e a do português pobre e rude, que se foi integrando nas camadas subalternas da sociedade brasileira. Embora se saiba que, desde sempre, a ficção brasileira inclui numerosas personagens portuguesas, o mais das vezes «emigradas» para o território americano, parte integrante de Portugal até à declaração de Independência do Brasil – ocorrida a 7 de setembro de 1822 – não se encontram, até ao momento, estudos aprofundados e abrangentes sobre o assunto.

Assim sendo, o Grupo de Investigação 6 do CLEPUL(2) e a Cátedra Infante Dom Henrique, do mesmo Centro, criaram um projeto que visa levantar e estudar as personagens da ficção brasileira que, nascidas em Portugal, transitaram temporária ou definitivamente para o território brasileiro, antes ou depois da separação do Brasil do Império colonial português. O objetivo principal deste projeto é a construção de um dicionário online com verbetes em que se analisa a representação das personagens portuguesas na ficção brasileira.

Sob a Coordenação Geral dos professores doutores Vania Pinheiro Chaves (CLEPUL), Ana Maria Lisboa de Mello (PUCRS), Jacqueline Penjon (Sorbonne Nouvelle) e Tania Martuscelli (University of Colorado), o dicionário em causa integra uma Comissão Científica formada por numerosos especialistas na matéria e congrega uma ampla equipe de pesquisadores pertencentes a diversas Instituições e Universidades nacionais e estrangeiras.

O público manifestou um interesse acrescido nas apresentações e representações desses “Portugueses de Papel, na produção romanesca brasileira da sua origem até à atualidade.

Eis o link para a reportagem fotográfica:https://photos.app.goo.gl/WxW1QJ11XahFdg6T9

Projeto de Promoção e de Intercâmbio Cultural e Turístico

By | Notícias, Projetos | No Comments

Gabinete Português de Leitura de Salvador – Direção de Cultura

1 – Occasus

a) Cultura – Conjunto de conhecimentos adquiridos, hábitos sociais ou religiosos, normas de comportamento, saberes, manifestações intelectuais e artísticas, hábitos ou crenças que caracterizam uma sociedade especifica.

b) Promoção Turística – Ação ou efeito de promover atividades e empreendimentos com a intenção de divulgar os atrativos naturais, históricos e culturais, desses locais.

c) Intercâmbio – Relações que são desenvolvidas de modo reciproco entre pessoas, instituições, países, etc..


2 – Isto Posito

a) Propósito – A intenção máxima deste projeto do G.P.L., é o do enriquecimento intelectual humano, com da percepção global dos diferentes valores e da interligação com as diversas formas de expressão.

b) Oportunidade – Em decorrência de um maior aproveitamento de instrumentos de marketing cultural como alternativa estratégica para obtenção de maior visibilidade, parece crescer a tendência de várias entidades – públicas e ou privadas – se associarem por forma a ganharem destaque, e com isso, almejarem alcançar influência e importância crescente.

c) Envolvência – Para a concretização de parte ou do todo deste projeto, é necessária a participação de várias pessoas, a título voluntário ou mandatário, mas que tenham uma atitude atenta, dinâmica e responsável. O projeto só poderá ter sucesso se houver participação de um número qualitativo e experiente de pessoas;

d) Público Alvo – Definir, de forma teórica, o público alvo para este projeto global, é por agora difícil, uma vez que [neste momento] ainda não conhecemos a oportunidade e envolvência das diversas entidades que se irão identificar com o que pretendemos mostrar, incluindo a localização geográfica de origem ou destino da ação. Para as entidades que se forem manifestando positivamente, serão elaborados projetos específicos, nomeadamente:

  1. Desenvolvimento da proposta conceitual e artística;
  2. Objetivação do público alvo a atingir;
  • Calendarização do período ou do número de sessões que se pretende realizar para alcançar o seu objetivo;
  1. Identificação dos recursos humanos envolvidos;
  2. Elaboração de um plano de divulgação;
  3. Elaboração de um eventual orçamento.

3 – Praefatio

 a) O  objetivo principal deste projeto, é o de – claramente – auto promover o G.P.L. ao ocasionar eventos de índole cultural, em consonância com outros intervenientes.

b) Entenda-se como de importância fundamental para o êxito deste, a participação e envolvência de entidades que possam aportar valor para o G.P.L., incluindo meios logísticos e financeiros, a gestão e participação direta do Gabinete Português de Leitura de Salvador, em conjunto com qualquer outra entidade institucional, como são exemplo, Secretarias de Cultura e Turismo Municipais, estaduais, nacionais, estrangeiras, instituições ou empresas, e de outras que este Gabinete considere relevantes.

c) Para o G.P.L. – este será mais um meio de promover a sua capacidade de organização, ao destacar-se na arena interna e externa como entidade capaz de gerir projetos de grande envergadura, em paralelo com a obtenção de mais fontes de financiamento.


4 – Opportuna Conceptus 
I

Promoção Local

a) No seguimento do que está definido no “prefácio”, pretende-se com este conceito estratégico, elaborar eventos em consonância com as entidades locais (Munícipio; Estado; etc.), com o objetivo de promover a cultura da nossa cidade e ou do nosso estado, ao mesmo tempo que se promove turisticamente os seus atrativos, no local do Happening Cultural.

b) Para este conceito, teremos que pedir apoio às entidades locais, nomeadamente às Secretarias de Cultura e Turismo, bem como, por exemplo, às respectivas empresas públicas de promoção.

c) Aqui, o objetivo é o de adequar projetos do G.P.L. aos projetos de promoções locais, e daí obtermos prestígio e financiamento

5 – Opportuna Conceptus II

Promoção Internacional

a) O conceito deste, é o de promover a cultura de um outro pais ou de um local de outro pais, na nossa cidade e no nosso estado, ao mesmo tempo que se promove turisticamente os seus atrativos no local do Happening Cultural.

b) Para que este conceito se concretize, há a necessidade de dirigirmos aos vários Consulados e/ou entidades estrangeiras (como são exemplo, o Goethe Institut [Alemanha]; Turismo de Portugal; Fundação Calouste Gulbenkian; etc.; etc;), no sentido de estas entidades facultarem o seu apoio à realização de diversos eventos culturais e de promoção turística, sobre diversas formas, incluindo: filmes; palestras com personagens desses países; vinda de grupos étnicos; exposições; etc.

c) Neste, o objetivo é o de adequar projetos de outros, ao G.P.L., e daí obtermos prestígio local, internacional e provável apoio logístico e financeiro, ao mesmo tempo que, perante a comunidade local, passamos uma imagem de entidade cultural de nível global, no âmbito do verdadeiro espírito dos descobrimentos.


6 – Opportuna Conceptus 
III

Intercâmbio

a) Neste conceito, define-se como pressuposto, o de aprender ou de mostrar, os costumes, as tradições de um local, em um outro local. Significa ainda a troca de conhecimentos, costumes e informações entre diferentes regiões, seja de um mesmo país (como, por exemplo, o Brasil, um país continental com várias culturas miscigenadas dentro de uma só nacionalidade – um verdadeiro caldeirão de culturas), instituições com a mesma índole (como, por exemplo, com outros Gabinetes de Leitura), ou em ou de outros países ou culturas estrangeiras.

b) Aqui, como o objetivo é o de troca, ajudarmos – na mesma proporção, conceito, envolvência e oportunidade – na promoção ou na gestão de uma parceria com uma entidade externa à aérea de atuação, e que possa envolver parte ou todos os conceitos anteriormente definidos.

c) Importa salientar a responsabilidade que este conceito tem, não só pela envolvência de recursos humanos, mas também financeiro, compromisso e gestão de imagem.


7 – Ultima Conclusio
 IV

Futuro

a) O futuro de qualquer organização, está relacionado com inúmeros detalhes, uns mais tangíveis do que outros.

b) A missão de uma organização é algo crucial, mas nem sempre alcançada por força daqueles inúmeros detalhes, alguns deles até bastante humanos;

c) A visão é a idealização de um futuro desejado para a organização. Ela deve ser clara e estar em permanente adaptação. É a projeção de objetivos ambiciosos, que devam ser estimulantes, com objetivo de impactar uma imagem que desafie e mobilize todos os envolvidos na construção dessa conquista;

d) Toda a organização que deseje implementar o seu planejamento estratégico deve demonstrar com clareza os valores (missão e visão) que orientam a sua gestão estratégica;

e) A promoção da imagem organizacional do G.P.L., é um dos principais instrumentos que dispomos para criarmos um marketing da nossa organização;

Direção de Cultura
António Cunha

Projeto BTS

By | Projetos | No Comments

Projeto BTS

Introdução

Projeto Baía de Todos os Santos


Calendário

O Projeto Baía de Todos os Santos tem como principal proposta registrar entre as datas da primeira passagem (2 de maio de 1500) e da sua descoberta (1º de novembro de 1501) estudos e pesquisas geológicas, geográficas, arqueológicas, históricas e de promoção das riquezas materiais e intelectuais da BTS.

Para isso, o Gabinete Português de Leitura convoca as escolas, instituições culturais, associações desportivas, prefeituras municipais, organizações educativas e a mídia, ao preenchimento da agenda de eventos na chamada “baixa estação”; tudo concentrado nas cidades que estão à margem da baía e dos rios afluentes dela, ou seja, do famoso Recôncavo Baiano. Basta encaminhar a atividade para gplsalvador@gmail.com e aguardar postagem no www.gplsalvador.com.br , conforme tabela no link abaixo.

PROJETO BAÍA DE TODOS OS SANTOS

O Projeto Baía de Todos os Santos tem como principal proposta registrar entre as datas da primeira passagem (2 de maio de 1500) e da sua descoberta (1º de novembro de 1501) estudos e pesquisas geológicas, geográficas, arqueológicas, históricas e de promoção das riquezas materiais e intelectuais da BTS. Para isso, o Gabinete Português de Leitura convoca as escolas, instituições culturais, associações desportivas, prefeituras municipais, organizações educativas e a mídia, ao preenchimento da agenda de eventos na chamada “baixa estação”; tudo concentrado nas cidades que estão à margem da baía e dos rios afluentes dela, ou seja, do famoso Recôncavo Baiano. Basta encaminhar a atividade para gplsalvador@gmail.com e aguardar postagem no www.gplsalvador.com.br, conforme tabelas abaixo.
EFEMÉRIDES
DATA LOCAL DESCRIÇÃO
02.05.1500 Baía de Todos os Santos Volta de Gaspar de Lemos para Portugal, passando e marcando a latitude de um abrigo em Cairú, na Baía de Todos os Santos
Neste intervalo serão inseridas todas as efemérides entre maio e outubro de todos os anos, relativas às ocorrências históricas na Baía de Todos os Santos e em todos os municípios do Recôncavo, desde Salvador até Cachoeira, Valença e Cairu, servidos pelos rios Subaé, Paraguaçú, Jaguaripe, Jequiriçá, Una e os outros, menores.
01.11.1501 Baía de Todos os Santos Descoberta da Baía de Todos os Santos pela expedição portuguesa de Gonçalo Coelho
21.05.1550 Salvador Tomé de Sousa determinou que a Igreja de Nossa Senhora da Conceição fosse a “igreja principal desta Cidade do Salvador”.
15.08.1668 Salvador Naufrágio do Galeão Sacramento, navio português que escoltava uma frota de 50 embarcações armadas, saindo da Baía de Todos os Santos.
02.05.1693 Jaguaripe Jaguaripe tornou-se a primeira vila do Recôncavo Baiano.
25.10.1733 Salvador Licença régia outorgada por D. João V, rei de Portugal, para construção do Convento de Nossa Senhora da Conceição da Lapa.
15.07.1811 Salvador Fundação da Associação Comercial da Bahia, a mais antiga instituição das Américas e da Europa Ibérica, na Praça do Comércio – hoje Praça Conde dos Arcos – então à beira da Baía de Todos os Santos.
14.06.1822 Vila de Santo Amaro Reunião do clero, da nobreza e do povo gerou pedido da Câmara (em ata) para instituir um Poder Executivo Brasileiro.
25.06.1822 Cachoeira – O povo confirmou na praça a decisão da Câmara, que aclamou o português D. Pedro, filho do rei D. João VI, de Portugal, “regente constitucional e defensor perpétuo do Brasil”.
10.07.1822 Itaparica Assalto de barcas portuguesas com pelotão de arcabuzeiros que invadiram a igreja de São Lourenço e despiram imagem do Senhor dos Martírios. Início das lutas que terminariam ali em 7 de janeiro de 1823 com a vitória dos itaparicanos.
10.08.1822 Cachoeira Organização do Batalhão Itaparica, para combater as forças portuguesas na ilha de Itaparica.
02.07.1823 Salvador Às 11 horas, as tropas portuguesas deixaram a Baía de Todos os Santos em 86 navios, encerrando as lutas pela Independência do Brasil.
08.08.1833 Itaparica Emancipação da ilha, que pertencia a Salvador. Habitada por índios, teve um primeiro povodo jesuita por volta de 1560: a Vila do Senhor da Vera Cruz (hoje Baiacu).
08.05.1850 Maragogipe A “Patriótica Cidade de Maragogipe” nasceu da Lei Provincial nesta data, mas o município foi criado com o desmembramento de Jaguaripe, por Carta Régia de 17 de dezembro de 1693.
09.05.1860 Jiquiriçá Fundação do povoado de Jiquiriçá, que se tornou município em 31 de janeiro de 1891, com o nome de Capela Nova de Jiquiriçá.
06.07.1871 Salvador Morreu o poeta (Antonio Frederico de) Castro Alves, no solar de sua família, à Rua do Sodré (hoje Colégio Ipiranga), tendo nascido em 14 de março de 1847 na fazenda Cabaceiras, hoje município de Castro Alves.
29.05.1880 Santo Antônio de Jesus Lei nº 1952 criando o município de Santo Antônio de Jesus, desmembrado do Município de Nazaré, mas só instalado em 4 de março de 1883.
02.08.1890 Una Criação do Município de Una
25.10.1890 São Felix Elevação a Cidade de São Felix do Paraguaçu, que se tornou município por decreto estadual que o criou em 8 de julho de 1931.
30.06.1892 Santo Antônio de Jesus Lei que criou a Cidade de Santo Antônio de Jesus, sede do município criado por Lei Provincial de 29 de maio de 1880.
25.06.1895 São Gonçalo dos Campos Lei estadual que elevou a freguesia de São Gonçalo dos Campos de Cachoeira a Cidade.
11.09.1931 São Sebastião do Passé Fundação do Município de São Sebastião do Passé, ex-distrito do Município de São Francisco do Conde e ex-freguesia, criada por Alvará Régio de 11 de abril de 1718.
23.05.1935 Salvador Fundação do Yacht Clube da Bahia, que sediou-se à beira da Baía de Todos os Santos.
07.11.1961 Simões Filho Lei 1538 que criou o Município de Simões Filho, ex-distrito de Água Comprida, do Município de Salvador.
27.07.1962 Salinas da Margarida Aprovado projeto de lei que emancipou Salinas, desmembrando-o de Itaparica, logo se realizando eleições municipais (Outubro) e se instalando a Câmara de Vereadores (em 07.04.1963).
25.05.1996 Baía de Todos os Santos Regata Sesquicentenário da Capitania dos Portos reunindo duas centenas de veleiros (diversas classes e tipos) de todo o Recôncavoe e vencida (fita azul) pelo multicasco Odara nas piores condições de mar e vento.
EVENTOS
DATA LOCAL DESCRIÇÃO
02.05.2013 às 9:00 hs Salvador – Gabinete Português de Leitura Ato de abertura do Projeto BTS 2013, com lançamento deste Calendário BTS na Internet e anúncio da entrega anual do Prêmio Cabral dentro deste projeto.
02.05.2013 às 17:00 Salvador – Gabinete Português de Leitura Entrega do Prêmio Cabral 2013 ao Prof. Dr. Reitor Edgard Santos
15.05.2013 Salvador Apresentação da Camerata da Orquestra Sinfônica da Bahia, no Museu Carlos Costa Pinto, às 16 horas (Tel 71.3336-6081).
18.05.2013 Bahia Dia Internacional dos Museus. Visite os museus de sua cidade na 11ª Semana de Museus na Bahia (13 a 19 de maio)
Baía de Todos os Santos Continuação da Copa Aniversário de Vela, que se iniciou no dia 4 e terminará no dia 26, aos sábados e domingos,
25.05.2013 Baía de Todos os Santos Continuação da Copa Aniversário de Vela, que se iniciou no dia 4 e terminará no dia 26, aos sábados e domingos, comemorando o 78º aniversário do Yacht Clube da Bahia.
29.05.2013 Santo Antônio de Jesus Comemoração do aniversário do município.
27.07.2013 Baía de Todos os Santos Torneio Baía de Todos os Santos, de pesca, par lanchas de todos os tamanhos, promoção do Yacht Clube da Bahia, desde 2012
24.08.2013 Maragojipe Data da morte de São Bartolomeu.e da missa principal da Festa de São Bartolomeu, às 5 horas, na Igreja Matriz de São Bartholomeu. construída no século XVIII.
26.10.2013 à 01.11.2013 Salvador – Gabinete Português de Leitura IV Semana da Baía de Todos os Santos – Programa a ser anunciado em início de outubro de 2013
01.11.2013 Salvador – Igreja de São Pedro, na Piedade Missa festiva do Dia de Todos os Santos, fechando o IV Semana da Baía de Todos os Santos, do GLP

 


Crônica

A BTS e o Descobrimento do Brasil


Inscreva seu evento

Instruções

Ficha de Inscrição

Comissão de Registro

Selo