Belov é homenageado em evento no Gabinete Português de Leitura

28 de agosto de 2021 qq coisa

“Eu sou o resultado da Baía de Todos-os-Santos”. A frase do ucraniano Aleixo Belov resume a palestra do navegador proferida ontem à noite (27.8) no Gabinete Português de Leitura, durante homenagem recebida pela Academia de Letras e Artes do Salvador (ALAS).

Participaram do evento o presidente do Gabinete Português de Leitura, Rodrigo Leitão; o presidente da Associação Comercial da Bahia, Eduardo Morais de Castro, o ex-prefeito de Salvador Manoel Castro, o empresário Joaci Goés, e convidados.

Belov, nascido na Ucrânia em 1943, contou como chegou à Bahia, em fuga com a família por conta da Segunda Guerra Mundial, e o início da paixão pelo mar. “Ganhei um óculos de mergulho aos 16 anos. Nem sabia para o que servia. Quando botei na água e vi aquilo tudo, me apaixonei”, contou ele logo no início do encontro dirigido pelo presidente da ALAS, Luiz Cláudio Guimarães.

Aos 78 anos, comemora as cinco voltas ao mundo já realizadas em solitário ou acompanhado por alunos no seu navio-escola Três Marias. Recém-operado do joelho, afirma não ver a hora de estar plenamente recuperado e voltar a navegar.

A expectativa agora, porém, é pela abertura do Museu do Mar – Aleixo Belov, prevista para 4 de novembro. O museu vai funcionar em um casarão no Largo do Santo Antonio com objetos reunidos ao longo de seis décadas de viagens pelos cinco continentes. A grande atração é o próprio veleiro Três Marias, com o qual deu três voltas ao mundo.

GPL e ALAS – A parceria entre o Gabinete Português de Leitura e a Academia de Letras e Artes do Salvador possibilita a realização de eventos na sede do Gabinete. Em 2021 também foi promovida, no dia 10 de junho, no Salão Nobre do Gabinete, a posse da nova diretoria da ALAS. Na oportunidade, o confrade Joaci Góes proferiu a palestra Educação e Cultura em Tempos de Pandemia e o ex-presidente do Gabinete, Abel Travassos, tornou-se sócio benemérito da Associação.